Saúde e Curas Pela Natureza

10 alimentos ricos em gordura que você pode (e deve) incluir na sua dieta

10 alimentos ricos em gordura que você pode (e deve) incluir na sua dieta

(texto)

Foto: iStock

A cada dia surgem novas dietas da moda. O alimento que hoje é aclamado por fazer bem, amanhã já é tachado de fazer mal e vice-versa. Um exemplo clássico são os ovos. Bons para a saúde ou elevam demais os níveis de colesterol? As duas notícias já foram divulgadas e tudo muda o tempo todo. O mesmo vale para a discussão carne vermelha x comida vegetariana. São muitas as variáveis e fica difícil saber o que é bom e o que não é.

Mas a verdade é que se suas refeições excluem qualquer coisa que possa ser considerada gorda, assim como os carboidratos, você pode estar no caminho errado.

As gorduras possuem alguns componentes nutricionais importantes, como minerais (garantem ossos saudáveis, ajudam o sistema imunológico e mantêm níveis de energia), ferro (sua falta pode levar à anemia e à fadiga) e proteínas.

Em relação aos carboidratos, eles dão ao corpo a energia necessária para funcionar. E alimentos como arroz, macarrão e batatas não contêm tantas calorias. O perigo real está nas gorduras ruins adicionadas para cozinhá-los.

E o colesterol do tipo bom (HDL) também é importante para que o organismo possa construir células, fazer o sangue circular e se manter saudável. O equilíbrio é o ponto, com pouco colesterol ruim (LDL) e o bom em quantidade suficiente.

Leia também: Alimentação saudável: hábitos e receitas para uma vida melhor

Para obter todos esses benefícios, veja uma lista com 10 alimentos que possuem gorduras boas e carboidratos para incluir em sua dieta:

1. Carne vermelha

Foto: iStock

Tem gordura saudável que melhora a saúde do coração e reduz a gordura da barriga. Também tem ácidos que combatem o colesterol ruim.

2. Abacate

Foto: iStock

Tem fama de “gorduroso”, mas a gordura presente nele é do tipo bom, que o corpo precisa, além de garantir a saciedade por mais tempo. O consumo deve se limitar a, no máximo, meia fruta por dia.

3. Ovos

Foto: iStock

Se consumidos com moderação, não prejudicam os níveis de colesterol. Comer ovos pela manhã pode ajudar o corpo a se sentir satisfeito por mais tempo. Dê preferência aos orgânicos.

4. Queijo

Foto: iStock

São boas fontes de probióticos, essenciais para a saúde intestinal e o sistema imunológico, além de terem proteínas e cálcio. Mas é importante não exagerar.

Leia também: 14 dicas para mudar seus hábitos culinários e preparar refeições mais saudáveis

5. Nozes

Foto: iStock

São ricas em vitamina E, fibras, proteínas e magnésio. Quando quiser fazer um lanche rápido, opte por amêndoas, nozes e nozes de macadâmia. A dica é manter sempre um punhado na bolsa ou no trabalho, para matar a fome de forma saudável.

6. Chocolate amargo

Foto: iStock

O chocolate escuro, com maior quantidade de cacau, possui 11% de fibra e contém mais de 50% das quantidades diárias recomendadas de ferro, magnésio, cobre e manganês, além de ter antioxidantes e dar mais energia imediatamente após o consumo.

7. Azeitonas

Foto: iStock

Assim como o abacate e o chocolate escuro, possuem gorduras boas. Alguns estudos sugerem que podem ajudar a prevenir o câncer e a perda óssea. Coma cinco grandes ou 10 pequenas por vez.

8. Salmão

Foto: iStock

Rico em ômega-3, é ótimo para melhorar a saúde cardíaca. A recomendação é de duas porções por semana para obter todos os benefícios para a saúde.

9. Bacon

Foto: iStock

Sim, bacon! Consumido com moderação ele pode ser excelente na prevenção do Alzheimer, além de ser fonte de vitaminas B e zinco e ajudar na produção de serotonina – o hormônio do bem-estar.

Leia também: Consuma gorduras consideradas boas e ganhe saúde

10. Sementes de linhaça e chia

Foto: iStock

São pequenas, mas repletas de nutrientes. São fontes de ômega-3, ajudam a reduzir o colesterol e manter o coração saudável. Podem ser usadas em saladas, smoothies e outras receitas.

Ao colocar esses alimentos em sua dieta, de forma equilibrada, criando bons hábitos de alimentação, o resultado será não só uma vida mais saudável, mas também a perda de peso. Também é importante consultar um nutricionista, que poderá indicar as melhores opções para cada pessoa.

(texto)
Fonte/Autor do Conteúdo Postado

Comente com seu Facebook

Deixe um Comentário