Gerais sobre Natureza/Ambiente

Agroenergia em Revista 2017 destaca o modelo de negócios e os ativos produzidos pela Embrapa Agroenergia

(texto)

Criada no ano de 2006 com o objetivo de dedicar seus esforços para os principais temas cobertos no Plano Nacional de Agroenergia (PNA), Etanol, Biodiesel, Coprodutos e Resíduos. Até hoje, a Unidade tem uma grande preocupação em divulgar para a sociedade as pesquisas e os projetos desenvolvidos pelos pesquisadores. Com esse fim, foi criada a Agroenergia em Revista que, desde 2010 tem a finalidade de fazer essa divulgação de produção científica e tecnológica, até mesmo para que os setores produtivos e de transformação conheçam o que a Unidade tem a oferecer.

Para fazer um compilado das tecnologias disponibilizadas ao setor produtivos pela Embrapa Agroenergia, ao longo destes 11 anos de existência, foi produzida a 11ª edição da Agroenergia em Revista. Nesta revista o leitor poderá ter acesso as tecnologias em destaque e o entrevistas com pessoas atuantes em mercados em que estas tecnologias estão disponibilizadas.

Esta edição teve como pauta Vitrine Tecnológica, recurso criado pela Embrapa Agroenergia onde são apresentados trinta e quatro novos produtos e processos em fases intermediárias de desenvolvimento, com aplicação não só para o segmento de bioenergia, mas também para indústrias que desejam ampliar o portfólio de produtos baseados em matéria-prima renovável. Para falar um pouco mais sobre esse novo modelo de divulgação de tecnologia, a revista conta com artigos e entrevistas feitas com os chefes e pesquisadores da Embrapa Agroenergia, além de abordar temas que fazem parte desses novos ativos. Conheça mais sobre a Vitrine no sitewww.embrapa.br/agroenergia

Nessa edição da revista, além da vitrine tecnológica também tivemos a preocupação de  apresentar o novo modelo de negócios adotado pela Unidade para que nos aproxime ainda mais do mercado e a forma como as empresas podem fazer parcerias e fechar acordos . “Por meio desse modelo mostramos claramente quais as formas de se estabelecer parcerias com a EmbrapaAgroenergiapara novos desenvolvimentos, co-desenvolvimento de ativos já existentes em nosso portfólio, bem como escalonamento de processos e ativos com maior maturidade tecnológica” explica o Chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Guy de Capdeville,

Na parte do mercado e em consonância com a proposta de atuação da Embrapa Agroenergia em quatro eixos, biomassa para fins industriais, biotecnologia industrial, química de renováveis e  materiais renováveis foram ouvidos o gerente de bioeletrecidade da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), Zilmar de Sousa, Antônio Tafuri  da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), Jorge Guimarães,  Presidente da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial (ABBI), Bernardo Silva, e pelo gerente de inovação e tecnologias renováveis da Braskem, Mateus Lopes.

 

Para saber um pouco mais dos projetos desenvolvidos pela Embrapa Agroenergia e ler a última edição da Agroenergia em Revista, acesse https://goo.gl/X3LKGr. As edições anteriores também podem ser acessadas no link https://issuu.com/embrapa.

(texto)
Fonte/Autor do Conteúdo Postado

Comente com seu Facebook

Deixe um Comentário