Amazonia

Conheça a área da Pan Amazônia e seus principais problemas

Conheça a área da Pan Amazônia e seus principais problemas

(texto)

iStock.com / Ildo Frazao A região da Pan Amazônia abrange todas as nações que abrigam a floresta amazônica.

Você sabia que a floresta amazônica não é apenas brasileira, não é? Apesar de seu território se estender para outros nove países, as perdas florestais são controladas e monitoradas apenas no Brasil. É justamente com o objetivo de fazer com que isso mude que o movimento da Pan Amazônia foi desenvolvido.

O que é a área da Pan Amazônia?

A Pan Amazônia é um movimento que envolve todas as nações que abrangem a floresta amazônica: Brasil, Venezuela, Peru, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa e Suriname. O principal objetivo é conscientizar as pessoas a respeito dos problemas enfrentados pela Floresta Amazônica, que vão muito além dos geográficos e físicos.

Vale lembrar que a região abriga uma série de povos que sobrevivem dos recursos naturais oferecidos pela biodiversidade da região: estima-se que mais de 370 comunidades indígenas e um total de 33 milhões de indivíduos vivam na floresta ou da floresta, números que mostram a importância da região.

Um dos maiores problemas atuais envolvendo a Pan Amazônia diz respeito à não-delimitação de áreas indígenas. Para se ter uma ideia, os países vizinhos sequer reconhecem a existência de terras exclusivamente indígenas em suas legislações, e a maioria deles apenas delimita, por meio de aproximações no mapa, quais são os locais exclusivos onde essas comunidades vivem.

Com a implementação da Pan Amazônia, a Colômbia tem sido o país mais responsável no que diz respeito à conservação. Isso porque suas taxas de exploração agropecuária são baixíssimas, especialmente em áreas protegidas. No Brasil, os segmentos de atividade pecuária e agrícola são os grandes responsáveis pelo desmatamento da floresta.

Não à toa, os esforços para o crescimento da cultura da Pan Amazônia são justificáveis — e devem acontecer em grande escala dentro dos próximos anos. Isso fará com que a conscientização sobre a importância da preservação da Amazônia deixe de abranger apenas o Brasil e se torne também responsabilidade de outras nações que a abrigam.

(texto)
Fonte/Autor do Conteúdo Postado

Comente com seu Facebook

Deixe um Comentário