Meio Ambiente

Na África do Sul, rinos têm chifres cortados para protegê-los da caça ilegal – 03/01/2018 – Ambiente

(texto)


Publicidade

Sob risco de extino, rinocerontes esto tendo os chifres cortados preventivamente em parques nacionais e reservas privadas da frica como forma de proteg-los da caa ilegal e da morte.

Na medicina tradicional asitica, os chifres so tidos como “remdios” para diversas doenas, que vo do cncer impotncia.

Eles contm queratina, substncia encontrada no cabelo e nas unhas e no h nenhuma evidncia cientfica desses benefcios. Ainda assim, um quilo chega a ser vendido por US$ 60 mil. Em gramas, o valor supera ao do ouro e do diamante.

Na ltima dcada, estima-se ao menos 8.000 rinos foram mortos na frica do Sul, pas que abriga mais de 20 mil desses animais, 80% da populao mundial da espcie.

S em 2016, foram 1.054 mortes, quase trs por dia, segundo a organizao “Save the Rhino”. A maior parte ocorreu no Kruger, uma rea protegida de 19.485 km2 no nordeste sul-africano, que faz fronteira com Moambique.

Ao contrrio das presas de elefantes, os chifres dos rinocerontes voltam a crescer em at dois anos aps a remoo. Mas os caadores ilegais costumam matar os animais antes de remover os chifres.

No corte preventivo, so adotados vrios procedimentos para que o animal no sofra, como a sedao.

A Nambia foi o primeiro pas a cortar preventivamente os chifres e diz que conseguiu praticamente zerar a matana. Depois, foi seguido pelo Zimbbue.

Nos ltimos anos, reservas privadas da frica do Sul, que que detm um tero dos rinocerontes, tambm vm adotando a medida e observando reduo de mortes.

Depois de cortados, os chifres, so pesados, etiquetados e guardados em segurana fora das reservas.

Para os ambientalistas, porm, apenas o corte de chifres no suficiente para proteger os rinos. Alguns parques nacionais do Zimbabwe, por exemplo, registraram mortes de rinos sem os chifres.

Ocorre que, aps a remoo, ainda fica um pedao (cerca de 10%) para que no haja refluxo do novo corno. Ento, mesmo menos lucrativo, esse pedao ainda pode render alguns dlares.

Outra hiptese que a matana ocorra por vingana –pelo fato de o chifre j ter sido previamente retirado– ou porque o caador s percebe a falta depois do abate.

Estudos mostram que o corte preventivo no traz impacto sade dos rinos, mas, na selva, eles podem perder a habilidade de defender suas crias contra predadores, como hienas e lees.

A principal controvrsia, porm, a venda dos chifres. H uma proibio mundial ao comrcio, imposta por uma conveno das Naes Unidas, mas no ano passado a frica do Sul passou a autorizar venda legal de chifres no mercado interno, uma vitria dos criadores comerciais de rinocerontes.

Para Pelham Jones, presidente da Associao dos Proprietrios de Rinocerontes, o comrcio legal e controlado de chifres colocar fim caa ilegal e ajudar a cobrir o custo das medidas protetivas.

” uma irresponsabilidade vender chifres”, afirmou via email Paula Kahumbu, diretora da organizao WildlifeDirect. “No s cria uma demanda e, portanto, uma ameaa todos os rinocerontes, mas uma explorao cruel de pessoas ignorantes, vulnerveis, que pensam que o chifre ir cur-las de cncer.”

(texto)
Para ver a Fonte – Clique Aqui

[autor]
Comente com seu Facebook

Deixe um Comentário