Amazonia

Projeto do Rock in Rio promoverá show inédito e reflorestará a Amazônia

Projeto do Rock in Rio promoverá show inédito e reflorestará a Amazônia

(texto)

Reprodução / Rock in Rio/ Amazonia Live Expectativa é de que o número de árvores plantadas ultrapasse a marca dos 3 milhões.

A assessoria de imprensa do Rock in Rio veio a público anunciar o lançamento de um grande projeto, já confirmado para integrar o cronograma de shows para todas edições do festival de até 2019. Trata-se da criação de Amazonia Live, uma apresentação de show inédita que acontecerá em um palco flutuante no Rio Negro e a plantação de um milhão de árvores na região.

Conforme anunciado no início do mês de abril, a iniciativa foi criada com o objetivo conscientizar toda a população sobre os problemas de desmatamento enfrentados pela floresta amazônica, através de uma super campanha de mobilização sobre a causa.

Programação terá shows e campanha publicitária

O espetáculo acontecerá no dia 27 de agosto, em um palco flutuante que será montado no Rio Negro, em Manaus (AM). O evento poderá ser acompanhado pelo mundo inteiro, com live streaming pela internet, e em todo o Brasil pela transmissão do Multishow. Somente 200 pessoas entre formadores de opinião e jornalistas assistirão ao show no local.

A apresentação contará com o tenor lírico Plácido Domingo, com a Orquestra Sinfônica e com o tenor Saulo Lucas, interpretando a canção “Canto Della Terra”. A abertura será de Ivete Sangalo, acompanhada também pela orquestra.

Em Manaus, na mesma data, Ivete fará um show aberto ao público para chamar a atenção da população para as questões socioambientais. O evento também dará início à contagem regressiva de um ano para a sétima edição do festival no Brasil, em 2017.

Paralelamente, o Rock in Rio lançará uma campanha publicitária em todas as grandes mídias e nas redes sociais, estrelada pelo ator global Marcos Palmeira. A ideia é conscientizar sobre a importância de se usar de maneira consciente os recursos naturais do planeta, mobilizar as pessoas a combaterem as alterações climáticas e convidar cada pessoa a plantar uma árvore na Amazônia.

Música para salvar o planeta

De acordo com os organizadores, o Rock in Rio se reuniu com vários artistas, personalidades públicas influentes e parceiros para apresentação da ideia e discussão sobre os princípios do projeto, que promete acontecer já neste ano. Através da repercussão do festival, reconhecido como um dos maiores no mundo inteiro, e sua ideologia, inspirada no poder da música na vida das pessoas, o Rock in Rio decidiu unir pensamentos de todo o planeta na resolução de problemas socioambientais.

Segundo informação da Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg), de 1500 a 1977, cerca de 4,7% da Amazônia foi perdida pelo desmatamento florestal. Só nos últimos 36 anos, este número subiu para 18% e os níveis de destruição continuam a preocupar cada vez mais. E foi em 2015, quando a Prefeitura de Manaus apresentou dados como este, que a organização musical se sensibilizou pela causa e deu início à estruturação da Amazonia Live.

A Iniciativa vem a público em um momento importante no cenário de combate ao desmatamento e às mudanças climáticas ocorridas com o planeta, causas destacadas por diversas personalidades ao longo dos últimos meses – vide o discurso de premiação do Oscar realizado pelo Ator Leonardo Di Caprio. Para se ter uma ideia, a Raisg confirma também que, até 2013, o Brasil perdeu cerca de 632 mil km² de florestas.

Investimentos

Para financiamento de todo o projeto (plantação de mais de um milhão de mudas e do show no coração da Amazônia), a organização confirmou que o investimento será retirado da venda de ingressos do festival e ações publicitárias em conjunto com parceiros do Rock in Rio.

No total, estima-se investimento de quase R$ 30 milhões para conclusão de todas as atividades que envolvem o Amazonia Live (plantio, assistência técnica, monitoramento e gestão, campanhas de mídia, produção do show, entre outros).

“Estamos garantindo o plantio de um milhão de árvores e, com a ajuda de marcas parceiras e dos fãs do festival, queremos chegar a cerca de 3 milhões de novas árvores na região. Com esta ação, vamos chamar a atenção do mundo inteiro para um problema urgente e mostrar que é possível plantar, sobretudo, esperança”, disse Roberto Medina, presidente do Rock in Rio, animado com a repercussão do Amazonia Live.

Medina completou: “Para se ter uma ideia da importância disso, segundo dados do ISA, uma floresta com 3 milhões de árvores transpira a cada dia cerca de 48 milhões de litros de água. Outro dado importante e que merece a nossa atenção é que a Amazônia tem 20% de toda a água doce do planeta e isso não pode se perder.”

Para iniciar suas atividades, o programa já confirmou a presença de diversas marcas consolidadas no cenário nacional (como o Banco Mundial, Itaú, Manaus Luz, Manaus Ambiental). Para quem quiser contribuir com doações para o projeto, o Rock in Rio lançou um sistema de pré-cadastro no site do projeto com maiores informações para os interessados.

Outras iniciativas

Vale destacar que não é a primeira vez em que o Rock in Rio abraça um projeto sustentável como este. Em 2001, o Por Um Mundo Melhor foi criado pela própria organização, e tem ajudado milhares de pessoas espalhados em diversos países ao redor do mundo. Desde então, o programa já investiu mais de R$ 70 milhões de reais em ações sociais e ambientais.

Assim como o Rock in Rio, o festival SWU Music & Arts Festival é outra organização muito conhecida por seus ideais sustentáveis, associado ao investimento de importantes ONGs parceiras de renome internacional (Greenpeace, 350, SOS Mata Atlântica, WWF).

(texto)
Fonte/Autor do Conteúdo Postado

Comente com seu Facebook

Deixe um Comentário